Pular para o conteúdo principal

Receita Detox: Suco verde original e prático



Há poucos anos atrás, o suco verde virou uma verdadeira febre devido à divulgação de suas propriedades, sendo um pouco mais adiante conhecido como detox, por sua capacidade desintoxicante.



Vários médicos, como o famoso Deepak Chopra, mantém clínicas com rigorosa revisão de hábitos alimentares e de respiração, implementação de exercícios orientais leves para reequilibrar o chi (enregia vital), mudanças do modo de pensar e sentir. Estas clínicas são conhecidas por conseguir reverter em vários casos, com sucesso, doenças graves como câncer terminal.

O suco verde acabou ganhando várias versões, provenientes de ingredientes diferentes, com finalidades diferentes. Muitas pessoas começaram a consumi-lo procurando um meio de emagrecer saudavelmente, mas o benefício principal do suco verde não é o emagrecimento, e sim a limpeza das toxinas acumuladas nas células através de alimentação inadequada - com excesso de gordura, proteína vermelha, carboidratos e embutidos - stress, sedentarismo, uso inadequado de medicamentos, além de suas propriedades antioxidantes e adstringentes, que protegem as células e vasos sanguíneos.

Esta receita, além de ser bastante próxima à do suco original, tem a praticidade de ter parte do processo adiantado através do congelamento da mistura, tendo assim seu preparo agilizado, sem perder as características desintoxicantes e nutricionais.

Para a base é preciso:

- 1 maço de couve
- 1 maço de agrião
- cerca de 2 cm de gengibre, cortado em lascas, ou 2 colheres de sopa de gengibre em pó
- Hortelã à gosto (se desejar)

Lave bem a couve, tire o talo e pique grosseiramente, colocando no liquidificador. Bata aos poucos, colocando o mínimo de água possível, pois as verduras já soltam água. Para bater um maço grande, usei cerca de meio copo de água. Agora, lave bem o agrião, corte os talos de baixo, a parte que não tem folha, e descarte, e coloque no liquidificador a parte superior dos talos com as folhas aos poucos, batendo no liquidificador até formar um creme. Acrescente o gengibre e as folhas de hortelã (opcional). Congele a mistura em formas de gelo. Um maço grande de cada verdura enche cerca de duas formas de gelo.

Para utilizar:

Quando quiser tomar o suco, bata no liquidificador ou processador uma fruta (maçã, laranja, abacaxi, morango são boas opções), dois ou três cubos da base do suco verde, 2 colheres de linhaça (deixada de molho em um pouco de água desde a noite anterior) e se desejar, um pepino. O ideal é tomar sem peneirar, mas se não conseguir, peneire. Também é recomendável tomar sem açúcar, mas se só consegue consumir dessa forma, procure adoçar com mel ou colocar pouca quantidade.

Tome pelo menos uma vez ao dia, logo pela manhã, de preferência em jejum, procure tomar bastante água no restante do dia, prestar mais atenção à respiração e evitar situações de stress. Em duas semanas os benefícios começam a aparecer.

Postagens mais visitadas deste blog

O Mapa da Consciência de Hawkins - frequência vibracional

David R. Hawkins foi um médico psiquiatra que dedicou sua vida a estudos que ajudassem a melhorar o bem estar do ser humano.


Através da cineseologia e alguns testes simples conseguiu desenvolver uma metodologia capaz de  medir a frequência do campo vibracional de pessoas, filmes, documentos, criando uma escala chamada "Níveis de consciência de Hawkins" onde computou os sentimentos do mais baixo - vergonha, 20 Hz - ao mais elevado - Iluminação, de 700 a 1000 Hz.

Doenças emocionais de A a Z: Abcessos e furúnculos

Abcessos





São acúmulos de pele causados por obstrução de glândulas sebáceas ou sudoríparas, onde há células mortas, bactérias e outros detritos. Há uma resposta inflamatória do organismo, causando acúmulo de pus, vermelhidão, dor, inchaço.

Doenças emocionais de A a Z - Apendicite

A apendicite é caracterizada por um bloqueio na vida causado pelo medo.



Vítimas dessa doença mostram alegria dispersa e  resistência a quebrar um padrão ficando agarradas a situações como relacionamentos, profissão, que não trazem satisfação por medo de tomar outro caminho.