Aromaterapia: como fazer escalda-pés





A Aromaterapia é a arte de utilizar aromas com finalidade terapêutica. Os aromas mostraram-se muito eficientes, pois as moléculas de odor, absorvidas pelas células olfativas, atuam direto no sistema límbico, onde estão armazenadas as emoções.

Além de atuar a nível emocional, liberando traumas e bloqueios, os aromas atuam também através da corrente sanguínea, chegando aos órgãos, e através da absorção da pele. O aroma é eficiente para reequilibrar o campo energético e atua nas esferas física, mental e emocional.

Além de inúmeras plantas catalogadas - pelo menos 500 - a Aromaterapia pode ser utilizadas de diversas formas com muita eficiência, uma delas é o agradável escalda-pés. 

Os pés simbolizam a criança interior e o aterramento, a sensação de presença no agora. Com as pressões do dia a dia o ser tende a se desconectar de si, centrando a vivência no racional, acumulando tensões na cabeça, pescoço e ombros e desperdiçando energia. O escalda-pés dilui as tensões dessa região “puxando-as” para os pés, liberando toxinas, relaxando, propiciando reequilíbrio energético e emocional.

INDICAÇÕES: insônia, agitação, frio, friagem, ativar a circulação e tratar distúrbios circulatórios, cólicas menstruais, prevenir e tratar gripes e resfriados, ativar o sistema imunológico, suor excessivo dos pés, mau odor (chulé), descamação, rachadura dos calcanhares, dores e inchaços.

CONTRA-INDICAÇÕES:

Diabetes, ou nesse caso deve-se usar água morna e não quente; sensibilidade; trombose; varizes; erisipela.

RECOMENDAÇÕES:

- O ambiente deve estar aquecido e livre de correntes de ar.

- Deve se estar agasalhado durante o procedimento para evitar choques térmicos.

- A pessoa de estar sentada em uma poltrona ou cadeira confortável, onde possa recostar e relaxar.

- Deve ser feito de preferência à noite, logo antes de dormir, ou em algum momento que se possa realizar no mínimo 20 minutos de descanso após o escalda-pés.

- É recomendável ter à mão toalha, meias quentinhas e chinelos para evitar o contato do pé quente com o chão frio.

- A temperatura deve estar bem quente porém suportável, para não provocar queimaduras. Recomenda-se ter à mão uma jarra com água quente para ir completando à medida em que a água for perdendo temperatura.

COMO FAZER:

- Coloque a água quente em uma bacia de forma a cobrir o ossinho do tornozelo. Teste a temperatura com o dorso das mãos.

- Mergulhe os pés na água. Somente a água já tem um efeito bem relaxante, mas para potencializar use Aromaterapia com a mistura indicada abaixo.

- Se desejar, coloque uma música suave. Procure não pensar em preocupações.

- Fique com os pés de molho em torno de 15 a 20 minutos. Mais do que isso não é recomendável, pode causar queda de pressão e escapes energéticos.

- Seque bem os pés com a toalha, passe um creme ou óleo aromatizado, se desejar, e coloque as meias.

- Se possível, fique em repouso por pelo menos 20 minutos.

- Deve-se repetir semanalmente. Mais do que isso também propicia perdas energéticas, pois durante o escalda-pés as energias negativas são descarregadas mas com elas, também perdemos um pouco de energia positiva.

- Quem desejar um efeito estimulante e massageador pode acrescentar no fundo da bacia pedras redondas ou bolinhas de gude, e rolar os pés sobre elas.

RECEITA PARA  ESCALDA-PÉS:

- 1 colher de sopa de sal grosso

- 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio

- 1 colher de sopa de óleo vegetal (ver tabela)

- 3 a 5 gotas do óleo essencial escolhido – boas indicações: alecrim, lavanda, benjoin, canela, olíbano

- Se desejar pode acrescentar cerca de 2 colher de sopa de pétalas de flores ou de ervas secas

Essa quantidade é o suficiente para um escalda-pés com cerca de 2 a 3 litros de água quente.


OBS: esse tópico faz parte do nosso Curso de Aromaterapia, 100% online, com matrículas abertas. Encontre maiores informações clicando ---> aqui.