Doenças emocionais de A a Z - Arteriosclerose

A arteriosclerose é o espessamento e enrijecimento das paredes arteriais, com perda de sua elasticidade, caracterizada por resistência, recusa em ver o bem. Quem se mantém preso a um padrão mental estreito e renitente tende a desenvolver essa doença.



As artérias devem ser flexíveis, e a rigidez no pensamento torna as artérias endurecidas. A inflexibilidade mental é característica de pessoas com ego muito forte, que tendem a desenvolver hipertensão e diabetes.



A doença é séria pois pode prejudicar a aorta, as coronárias e as artérias cerebrais, propiciando a formação de placas em seu interior devido ao colesterol. O sangue não flui como deveria, prejudicando também a irrigação e nutrição dos órgãos.

A vida é uma coletânea de experiências, e nem sempre essas experiências são agradáveis ou correspondem às expectativas pessoais. Quando a vivência está tranquila e leve, isso significa que se está conseguindo fluir com a vida, ou seja, se está compreendendo os aprendizados que as experiências trazem, o que inúmeras vezes significa rever os próprios conceitos e caminhos, mudar as próprias decisões e opiniões, se re-significar.

Pessoas que acreditam que o outro, as situações, o mundo, devem adaptar-se a si e a seus valores, tem dificuldades para aceitar opiniões alheias, resistem a reformulações interiores, cobram de si e do outra uma conduta rígida, tendem a desenvolver arteriosclerose. Em várias pessoas inclusive que mostram essa rigidez em sua postura, na ausência de leveza em seus gestos, em movimentos e atitudes bruscas. Tendem a ser dominadoras, querendo controlar tudo, e se expressam com pouca emoção.

Para reverter a arteriosclerose é preciso que a pessoa trabalhe em si mesmo a flexibilidade, compreendendo que a vida é um fluir, um constante em mudança e renovação, e que nada gira em torno de si ou do que considera o ideal. Abrir os olhos para admitir os episódios da vida, amaciando seu ego, e treinar a capacidade de ser tolerante, flexível, harmônica, é fundamental.

Novo padrão sugerido: eu escolho ser flexível e admito que a força da vida está além dos meus pensamentos e sentimentos. Eu me submeto ao fluxo da vida e escolho viver com harmoniza e paz interior.

***

Para que se possa abranger o maior número de doenças possível, publicaremos as doenças periodicamente em ordem alfabética. É importante sempre avaliar com calma cada caso, olhando para o interior, conversando consigo mesma/o para perceber qual é o padrão arraigado e como este pode ser substituído por um novo padrão, visto que todas as doenças partem do eu, do que criamos em nosso interior e se manifesta no exterior. Em seguida, fale consigo  várias vezes sobre o novo padrão e sempre com a postura de que a doença já está curada.


Livros de referência:

  • Você pode curar sua vida
  • Linguagem do corpo
  • Metafísica da saúde