Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Doenças emocionais de A a Z - Arteriosclerose

A arteriosclerose é o espessamento e enrijecimento das paredes arteriais, com perda de sua elasticidade, caracterizada por resistência, recusa em ver o bem. Quem se mantém preso a um padrão mental estreito e renitente tende a desenvolver essa doença.



As artérias devem ser flexíveis, e a rigidez no pensamento torna as artérias endurecidas. A inflexibilidade mental é característica de pessoas com ego muito forte, que tendem a desenvolver hipertensão e diabetes.

Doenças emocionais de A a Z - Arrotos

O arroto carateriza-se pelo excesso de ar engolido principalmente durante as refeições, que precisa ser expelido. É uma reação aceitável do organismo até certo ponto, mas preocupante quando o acúmulo provoca desconfortos ou ocorre frequentemente.




Suas causas emocionais estão ligadas à ansiedade; é como se a pessoa "engolisse a vida" rápido demais por alguns motivos, por exemplo:

Por que conhecer mecânica quântica?

Apesar de ser uma ciência considerada nova - pouco mais de 100 anos de descobertas e experimentos científicos - os impactos da mecânica quântica estão à nossa volta o tempo todo. Um dos objetos mais populares que utiliza os princípios quânticos é o celular.




Por outro lado, há uma série de equipamentos denominados quânticos que utilizam o termo somente por estar em voga, ou seja, por ser "comercialmente vendável", sem no entanto comprovação científica sobre seus princípios. Com isso, a seriedade desta ciência é questionada, ou sua aplicação no cotidiano parece muito confusa.

Doenças emocionais de A a Z - Arrepio

O arrepio involuntário é o reflexo de uma contração, ou seja, a mente "puxando para dentro e para fora". Revela um desejo inconsciente de recuar, de não precisar lidar com algo que lhe parece muito difícil. Portanto, é outra doença causada pelo medo. Também pode ser um reflexo de raiva contida.



De acordo com o livro Linguagem do corpo, "ao sentirmos medo, ou ficarmos irados, a secreção de adrenalina em nosso organismo torna-se muito elevada no sangue, provocando arrepios, suor frio, tremores...", ou seja, o arrepio é provocado pelas ações dos hormônios.

Doenças emocionais de A a Z - Apetite: excesso ou falta de

Excesso ou falta de apetite não se  referem exatamente à quantidade de alimento, pois algumas pessoas precisam de mais alimentos e outras, de menos, de acordo com seu sistema fisiológico e a capacidade de metabolização. Torna-se uma doença quando o excesso ou falta não impacta somente na aparência, mas no estado geral de saúde, ou seja, quando gera um desequilíbrio. O excesso pode levar a problemas como obesidade, colesterol alto, pressão alta, e a falta pode levar à anorexia, desnutrição, anemia. As necessidades de quantidades são individuais e devem ser respeitadas.




Tanto o excesso quanto a falta estão ligados ao medo. Veja abaixo qual a reação emocional em um ou outro caso:

Foco: Entropia, neguentropia e entropia psíquica

Entropia é o termo utilizado para denominar a medida de desordem de um sistema a partir da perda de energia. Há uma lei da Termodinâmica que prevê como natural o aumento da entropia do sistema com o passar do tempo, o que significa, maior desordem.




Para reverter o processo natural de entropia é preciso neguentropia, que significa colocar força, ação, trabalho, organização e inteligência em algo, ou seja, entrar em fluxo com um determinado objetivo.

O karma e o dharma: propósito de alma e livre-arbítrio

Karma e Dharma podem ser compreendidos sob duas perspectivas.

O Karma é o conjunto de condicionamentos e vivências a serem transcendidos em nossa existência, constituindo a evolução espiritual. Somos ligados ao Karma por uma espécie de elástico invisível.

6 - Chakra do terceiro olho - Ajna

O chakra conhecido como o chakra do terceiro olho está localizado no ponto entre as sobrancelhas, no meio da testa. Este chakra, na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando está bem desenvolvido indica um indivíduo sensitivo em alto grau, quando contraído mostra um indivíduo que age por instinto e não por intuição, podendo indicar propensão a desenvolver tumores cerebrais.

Doenças emocionais de A a Z - Aperto na garganta, no peito ou estômago

A sensação de aperto refere-se à medo, insegurança, e ausência de confiança no processo da vida. A região onde o aperto se apresenta está ligada à representação do chakra.

Indicação de livro: A Fórmula da Felicidade

O livro A Fórmula da Felicidade, de Stefan Klein, traz conceitos muito interessantes de Neurociência e PNL, explicando como funciona o mecanismo da felicidade sob as perspectivas fisiológicas e cerebrais, propiciando ao leitor ferramentas para que tenha a capacidade de alterá-las, provocando o estado de bem estar.

Doenças emocionais de A a Z - Apendicite

A apendicite é caracterizada por um bloqueio na vida causado pelo medo.



Vítimas dessa doença mostram alegria dispersa e  resistência a quebrar um padrão ficando agarradas a situações como relacionamentos, profissão, que não trazem satisfação por medo de tomar outro caminho.

Doenças emocionais de A a Z - Apatia

O estado de apatia é bem preocupante e caracteriza-se pela ausência da alegria de viver.



A pessoa limita-se a ir levando ou se deixando levar, sem conseguir sentir alegria e prazer, sem conseguir perceber a beleza da vida. Nos casos mais graves a apatia induz a estados como descuido com a higiene, com a aparência, com a saúde ou com a alimentação. É um dos sintomas causadores de suicídios por passivos, aquele em que a pessoa morre por deixar de cuidar de algo em si que é fundamental para viver.

O Mapa da Consciência de Hawkins - frequência vibracional

David R. Hawkins foi um médico psiquiatra que dedicou sua vida a estudos que ajudassem a melhorar o bem estar do ser humano.


Através da cineseologia e alguns testes simples conseguiu desenvolver uma metodologia capaz de  medir a frequência do campo vibracional de pessoas, filmes, documentos, criando uma escala chamada "Níveis de consciência de Hawkins" onde computou os sentimentos do mais baixo - vergonha, 20 Hz - ao mais elevado - Iluminação, de 700 a 1000 Hz.

A felicidade sob a perspectiva quântica

Um dos objetivos mais almejados a nível de consciência é viver em estado de felicidade.  Mas afinal, o que isso significa?



O físico quântico Amit Goswami explica que temos dois tipos de felicidade: uma molecular, onde nos sentimos bem, mas não há nenhum tipo de expansão de consciência, podendo gerar uma sensação passageira.  Acontece quando há a sensação de  prazer, como amar uma pessoa, dar um presente, conquistar algo. Por outro lado, quando sentimos a expansão da consciência através da exploração de nossos dons desenvolvemos uma espécie de felicidade sutil, não tão explícita quanto a anterior, porém bem mais duradoura.