Doenças emocionais de A a Z - Colesterol



O colesterol age na construção das células, participa da produção de hormônios e de vitamina D. Somente 30% é absorvido dos alimentos, o restante é produzido pelo fígado. 


Sob a perspectiva emocional, o colesterol mostra excesso de preparo por parte da pessoa no planejamento de uma ação.  Em geral, tende a surgir em quem se perde nos detalhes, buscando fazer tudo com perfeição, e quando percebe, não há tempo para concluir a tarefa.

Por esse motivo, uma das características da pessoa com problemas no colesterol é começar outra atividade antes de concluir a anterior, devido à falta de tempo, não percebido no planejamento. Outra característica deste problema é insegurança e indecisão, por esse motivo costumam argumentar e explicar suas ações em detalhes para não ser questionado.

Mais um ponto que leva ao colesterol desequilibrado é o fato de que gosta que tudo saia conforme o esperado. Quando algo escapa de suas previsões, tende a ficar contrariado, inconformado. Age dentro do mesmo padrão, buscando resistir ao que é novo, denotando certa teimosia, mostrando a dificuldade em fluir com a vida. 

Por essas razões, a principal característica emocional do colesterol é o entupimento da capacidade de sentir alegria. Quem tem problemas com colesterol se perde e se prende tanto aos detalhes que esquece de aproveitar a alegria no processo. Só se alegra no resultado se tudo saiu conforme planejou, por esse motivo, mesmo quando alcança o objetivo, raramente se alegra. Também tem dificuldades para receber, pois como raramente consegue concluir o que planejou, inconscientemente sente-se como se não fosse merecedor de amor e alegria. 

Para reverter problemas de colesterol, é preciso desenvolver habilidades como segurança e objetividade, que faz com que se vá direto ao ponto, deixando de desperdiçar energia com o que não é tão importante, restaurando o fluxo da vida. Também é importante desenvolver, no dia, a comemoração por pequenas conquistas, a aceitação do que sai conforme o planejado e a apreciação pelos detalhes naturais do dia a dia.

Novo padrão sugerido: Eu escolho amar a vida e estou aberto à alegria e à capacidade de receber. 

***

Para que se possa abranger o maior número de doenças possível, publicaremos as doenças periodicamente em ordem alfabética. É importante sempre avaliar com calma cada caso, olhando para o interior, conversando consigo mesma/o para perceber qual é o padrão arraigado e como este pode ser substituído por um novo padrão, visto que todas as doenças partem do eu, do que criamos em nosso interior e se manifesta no exterior. Em seguida, fale consigo  várias vezes sobre o novo padrão e sempre com a postura de que a doença já está curada.

Livros de referência:
  • Você pode curar sua vida
  • Linguagem do corpo
  • Metafísica da saúde
  • Tratado de Medicina Floral
imagem freepik