Filme "Uma dobra no tempo": fora da caixa

IMPORTANTE: O OBJETIVO DESTE POST É APONTAR CONSIDERAÇÕES SOBRE O REFERIDO FILME, PORTANTO, CONTÉM SPOILER. PARE A LEITURA SE AINDA NÃO ASSISTIU E NÃO DESEJAR SABER O QUE ACONTECE NA HISTÓRIA.



Como gosto de estudar conceitos quânticos, estava bastante curiosa acerca do filme Uma Dobra no Tempo, ano 2018. Escrevi um pouco sobre desdobramento do tempo neste post ---> aqui.
Apesar de ser uma obra da Disney, o filme foi duramente criticado pela mídia, que em alguns sites o considerou um filme fraco, recheado de clichês, mal-feito, recebendo notas entre 1,5 e 2,2 estrelas. A meu ver, discordo de uma nota tão baixa e de críticas tão duras.

Concordo que alguns efeitos poderiam ser melhores - uma vez que se espera muito neste sentido do sólido nome Disney - e que algumas atuações deixaram a desejar, mas os conceitos quânticos foram muito bem colocados, considerando o público-alvo do filme, infanto-juvenil.

O filme fala sobre:

- Dobra do tempo
- Viagem entre dimensões através do tecido do espaço-tempo
- Entrelaçamento quântico
- Geometria matemática do Universo
- Energia
- Frequência vibracional

Em contrapartida, fala dos sentimentos que interferem na frequência:

- Equilíbrio/alinhamento: a cena onde a menina não consegue ficar em equilíbrio para se conectar com o pai é um claro exemplo da importância de alinhamento;
- Consequências dos bons e maus sentimentos: a força que os sentimentos bons trazem, as confusões e fraquezas que os sentimentos negativos geram e para onde podem levar;
- Interferência do Ego: o "aquilo" mostra muito bem a fraqueza do ego, todos os que chegaram lá mostraram exemplos - o pai que mesmo tendo sua conquista insistiu em ir além, a menina que insistiu em buscar o pai, o menino que insistiu em ir lá mesmo sabendo que era pequeno demais para resistir às artimanhas do negativo, o adolescente que aceitou o sanduíche mesmo sabendo que não deveria confiar;
- Empoderamento (amor próprio, autoestima): mostrou que todos tem fraquezas - e que alguns quando a sentem, atacam por não saber como lidar com isso - e que o resgate do amor próprio muda tudo;
- Importância do amor para conexão: acessar a frequência do amor foi o que fez o pai conseguir tesserar e a filha, reencontrá-lo.

Por considerar todos esses pontos, penso que o filme merecia entre 4/4,5 estrelas. Porém, para algumas pessoas, o nível dos conceitos ainda parece estar distante do nível de conhecimento do público, que perde uma ótima oportunidade de ampliar seus conhecimentos e visualizar conceitos quânticos por analisar o filme sob perspectivas superficiais, limitadas e em alguns casos, preconceituosas, atribuindo alguma fragilidade do filme ao fato de ter a direção de uma mulher afro e a maior parte do elenco formado por mulheres.


*imagem cinepop