Doenças emocionais de A a Z - Câncer

O câncer é caracterizado por desordem e crescimento desmedido das células. Pode ser causado por mais de cem doenças e pode atingir diversas partes do corpo.



Louise Ray, autora do livro "Você pode curar sua vida", e Joseph Murphy, autor do livro "O poder do subconsciente", são dois exemplos famosos de pessoas que conseguiram alcançar a cura completa do câncer a partir da mudança dos padrões mentais e emocionais. Outra experiência, do Dr. John Grinder, no qual orientou seus pacientes a "conversar" com sua parte interior responsável pelo desenvolvimento do tumor, também resultou em vários registros de cura. E ainda, o livro "O Campo" registra pesquisas comprovadas cientificamente neste sentido. Neste livro, há uma teoria indicando que o câncer pode ser provocado por uma desordem no coeficiente de luz interior que todos temos.



As principais causas emocionais desta doença são mágoa profunda, ressentimento antigo, ódio reprimido e estado duradouro de falta de alegria. É como se o sistema físico se encarregasse de "comer" a si mesmo quando o ser acaba tomada por um sentimento de "o que adianta?". A pessoa chega ao seu limite, a nível inconsciente, e não encontra motivos para se manter viva, pois não encontra mais alegria no processo da vida. É importante ressalvar que esta doença costuma atingir principalmente pessoas que parecem muito alegres e amorosas - os sentimentos que causam o câncer estão muito bem reprimidos no inconsciente.

A causa do câncer está ligada ao órgão onde surge. Por exemplo, se for na garganta, está ligado à comunicação, criatividade e expressividade - falta ou excesso de; no sangue, à pessoas com dificuldade de fluir com a vida; na cabeça, ausência de auto estima; e assim por diante.

Em relação ao campo energético, os campos surgem quando há defeitos nas camadas sutis provocadas pelos sentimentos negativos, com isso o corpo físico perde referências importantes sobre como deve funcionar, as células perdem duas características e orientação espacial peculiar, ou seja, suas referências pessoais, passando à multiplicação descontrolada.

Para reverter o câncer é preciso desenvolver um profundo amor próprio, reencontrar a essência divina que mora dentro de si, praticar o perdão e o autoperdão, e reencontrar a alegria de viver. Há relatos de pessoas com diagnóstico médico com estimativa de dois meses de vida, que se dedicaram neste período a assistir comédias e se curaram. Além disso, relacionando com sua localização de origem, é possível também trabalhar quais sentimentos estão ligados à essa região.

Novo padrão sugerido por Louse Ray: "Com amor perdoo e liberto todo o passado. Escolho encher meu mundo de alegria. Eu me amo e me aprovo profundamente".

***

Para que se possa abranger o maior número de doenças possível, publicaremos as doenças periodicamente em ordem alfabética. É importante sempre avaliar com calma cada caso, olhando para o interior, conversando consigo mesma/o para perceber qual é o padrão arraigado e como este pode ser substituído por um novo padrão, visto que todas as doenças partem do eu, do que criamos em nosso interior e se manifesta no exterior. Em seguida, fale consigo  várias vezes sobre o novo padrão e sempre com a postura de que a doença já está curada.


Livros de referência:

  • Você pode curar sua vida
  • Linguagem do corpo
  • Metafísica da saúde
  • Tratado de Medicina Floral
imagem freepik