Ajude a promover talentos empreendedores

A grande sacada da vida é aprender a viver em fluxo, o que significa permitir o movimento natural da energia.



Isso se faz também ajudando o outro movimentando a energia financeira. Porém, quando envolve contribuição em dinheiro, há sempre o questionamento natural que pode até impedir a colaboração: será que estou colaborando com uma causa legítima? Será que o que eu estou investindo está de fato sendo utilizado em sua maior parte para ajudar alguém ou a maior parte vai para interesses escusos?

Mesmo quando se colabora com bens como comida, moradia, roupas... até que ponto essa colaboração está promovendo a reabilitação e o recomeço de alguém ou está cultivando uma sociedade pautada no assistencialismo, ajudando a pessoa a permanecer no mesmo patamar, em sua zona de conforto, ainda que miserável?

Por esses questionamentos gostei muito de conhecer a missão do Kiva. Trata-se de uma instituição não-governamental que financia pequenos projetos de empreendedorismo sobretudo de países de terceiro mundo e de pessoas em estado de pobreza. Esses projetos podem ser na área da arte, agricultura, educação, tecnologia, entre outros.

A Kiva surgiu em 2005, quando dois estudantes adolescentes resolveram encontrar projetos de pessoas para ajudá-las. Hoje a instituição atua em 86 países, inclusive financiando projetos do Brasil. Funciona assim: o pequeno empreendedor apresenta o projeto para a Kiva. Inicialmente a pessoa ou grupo precisa angariar uma parte dos fundos com amigos e familiares para mostrar a seriedade do seu trabalho. Sendo então aprovado, seu projeto passa a fazer parte da galeria do Kiva, onde, além da imagem e descrição do negócio, aparece um pequeno termômetro relativo ao valor almejado, à quantia já doada e ao prazo final para doações.

O valor sugerido por doação é de 25 dólares, sendo que o pagamento pode ser realizado via Paypal. A pessoa pode até financiar tudo o que falta para um projeto ou colaborar com 25 dólares com mais de um projeto - o que aliás aumenta o fluxo de energia. É possível ainda realizar uma doação espontânea para ajudar a manter o Kiva em funcionamento.

Após a quantia ser atingida, o pequeno empreendedor recebe o fundo solicitado para investir em seu projeto. Este valor é dividido em 36 parcelas que devem ser pagas mensalmente. Há dois dados bem interessantes aqui:

1. O valor de suas contribuições retorna para sua conta. Embora demore um pouco, pois são até três anos para o pagamento, o valor vai sendo acumulado na sua conta da Kiva e tanto pode ser resgatado como pode ser utilizado para financiar outro projeto. Não há pagamento de juros portanto não pode ser visto como um investimento, porém há a possibilidade de resgate do valor emprestado.

2. A taxa de devolução dos valores de empréstimo chega a mais de 96%, impressionante!!!! O que mostra que às vezes as pessoas só precisam de uma oportunidade!

Os projetos também podem ser voltados para finalidade de saúde, como custear uma operação, por exemplo.

Quem desejar visitar o projeto pode clicar ----> AQUI para conhecer a comunidade do qual participo e clicar em "emprestar", no alto esquerdo da página para conhecer os projetos em aberto.