Doenças emocionais de A a Z - Cabelos: Brancos - Calvície

Os cabelos nascem no ponto mais alto da cabeça, e do corpo. Em japonês, cabelo chama-se Kami, que significa também os superiores e Deus. Por esse motivo, algumas religiões estimulam que se raspe essa parte da cabeça - para facilitar a comunicação com o Superior. Ou ainda, algumas crenças recomendam a utilização de coques na região do chakra coronário, para ativação desta comunicação.



Cabelos brancos simbolizam crença em pressões superiores, mostrando na verdade um estado constante de autocobrança, o que gera stress e tensões. Este é o motivo pelo qual várias pessoas começam repentinamente a apresentar cabelos brancos quando passam por situações extremamente estressantes.

Para reverter este padrão, é preciso passar a olhar para o interior com maior amor e compreensão, buscando ampliar a percepção sobre os limites interiores, analisando o que é preciso ser feito e o que está sendo imposto - e por consequência, autoimposto - sem necessidade.

Já a calvície mostra algum tipo de desrespeito em relação aos superiores, por palavras, condutas ou desprezo. Este é um dos motivos pelo qual pessoas com altos cargos tendem a ser calvas, quando se tornam muito orgulhosas.

A calvície tem algumas causas emocionais primordiais:

1 - Tendência a controlar tudo, não gosta de ser contrariado;
2 - Orgulho muito forte;
3 - Pessoas que se magoam e guardam esse ressentimento indefinidamente.
4 - Pessoas que sempre estão se defendendo de ataques imaginários.

Desta forma, a calvície em si não seria hereditária, e sim tende a se reproduzir se a pessoa herdar os mesmos padrões de comportamentos e atitudes. A queda dos cabelos representa a queda dos superiores que estão atrapalhando, sufocando a personalidade de quem quer brilhar, ser o melhor.

Para reverter a calvície, é preciso cultivar a paz e a harmonia interior, amaciar o ego, adotar uma postura de gratidão em relação aos superiores, sempre lembrando que mesmo se houver motivos para magoas é preciso guardar as lembranças como aprendizados, somente.

Novo padrão sugerido: estou em paz e à vontade em todas as áreas de minha vida. Sou forte e capaz.

***

Para que se possa abranger o maior número de doenças possível, publicaremos as doenças periodicamente em ordem alfabética. É importante sempre avaliar com calma cada caso, olhando para o interior, conversando consigo mesma/o para perceber qual é o padrão arraigado e como este pode ser substituído por um novo padrão, visto que todas as doenças partem do eu, do que criamos em nosso interior e se manifesta no exterior. Em seguida, fale consigo  várias vezes sobre o novo padrão e sempre com a postura de que a doença já está curada.


Livros de referência:

  • Você pode curar sua vida
  • Linguagem do corpo
  • Metafísica da saúde
imagem freepik