PNL3: O passado não determina o futuro


Com certa frequência pessoas sentem-se tão insatisfeitas com seu presente ou com as pessoas com as quais convive que preferem viver das lembranças do passado, sem compreender que a vida acontece no agora.



Episódios de baixa estima colaboram para essa sensação, bem como ansiedade, medo, ausência de confiança, pânico.  Como a pessoa acha que o futuro não traz grandes surpresas acaba vivendo a vida sem esperança e sem alegria. Acredita que nada pode ser melhor do que já foi.



Por outro lado, o ser humano tem o costume de focar nas perdas e rejeições, o que faz com que se permaneça alimentando sentimentos muito negativos, se posicionando como vítima das circunstâncias, ficando no mesmo lugar para correr menos riscos. Esse posicionamento limita demais o ser, pois lhe dá a ilusão de que não tem poder e a capacidade para realizar seus sonhos e ir em busca do que traz significado ao seu presente, com maior possibilidade de tornar a construção do futuro uma aventura empolgante.

Esse sentimento de incapacidade e desmotivação pode ser dissolvido quando se aprende a focar nas metas e objetivos futuros, e não nas perdas do passado. Aqui coloca-se outro conceito de PNL: tudo é viável.

Só porque imaginamos que algo não é possível, não quer dizer que não seja. Compreender este conceito abre as portas das possibilidades, removendo limitações. Tornar uma possibilidade, realidade, é somente uma questão de escolha e de usar as estratégias adequadas.

Podemos sim ter boas lembranças e nos alegrar com elas, bem como pensar nos erros e tirar aprendizados valiosos, mas não podemos estancar o presente e por consequência, o futuro, nos privando da beleza de viver. Temos o potencial inerente da realização e só é preciso desenvolver confiança e ação.