Doenças emocionais de A a Z - Boca (problemas na)


A boca representa a saída, inclusive de pensamentos. Problemas relacionados à boca podem ser compreendidos sob duas perspectivas:


1 - Pessoas com opinião sólida que não aceitam novas ideias, resistem a mudar seus padrões mentais, são fechadas para as ideias do outro.

2 - A boca também manifesta doenças quando a pessoa costuma ser muito ríspida em seu modo de tratar outras pessoas, criticam demais ou ainda, falam mal pelas costas. 

Dessa forma tendem a desenvolver problemas como aftas, herpes e feridas dentro ou fora da boca. Já o mau hálito, independente da origem - cáries, problemas na garganta ou estomacal -  se desenvolve quando a pessoa sente perder a capacidade de se impôr, de ter sua opinião acatada. Então, desenvolve inconscientemente o mau hálito para se manter longe das pessoas. Pode surgir ainda quando a pessoa sente que tem algo a esconder do outro, ou quando se incomoda com alguém mas precisa se reprimir, não pode se expressar.

Úlceras na boca ocorrem em pessoas sensíveis ao que acontece à sua volta, e que, em vez de engolir ou dispensar, ficam remoendo, sentindo a dor do momento.

Observando o panorama sobre doenças na boca pode-se perceber que sua origem está relacionada à não aceitação de alguma situação, pensamento ou pessoa (s) com as quais precisamos conviver ou nos submeter. Para resolver problemas na boca é preciso aprender a suavizar as ideias, os sentimentos, as palavras, ampliar a capacidade de compreensão, ao mesmo tempo em que se aprende um jeito de se expressar, sem no entanto precisar usar de grosseria.

Novo padrão sugerido: eu escolho compreender e assimilar novos conceitos, e ser gentil quando há a necessidade de me expressar. Eu aceito as limitações das outras pessoas, pois sei que também tenho as minhas.


***

Para que se possa abranger o maior número de doenças possível, publicaremos as doenças periodicamente em ordem alfabética. É importante sempre avaliar com calma cada caso, olhando para o interior, conversando consigo mesma/o para perceber qual é o padrão arraigado e como este pode ser substituído por um novo padrão, visto que todas as doenças partem do eu, do que criamos em nosso interior e se manifesta no exterior. Em seguida, fale consigo  várias vezes sobre o novo padrão e sempre com a postura de que a doença já está curada.


Livros de referência:

  • Você pode curar sua vida
  • Linguagem do corpo
  • Metafísica da saúde
imagem freepik