Os chakras e nosso campo energético

O nosso corpo funciona através de um sistema energético que interage com os efeitos das energias que estão no meio ambiente e que são irradiados por pessoas, sentimentos, situações. Essa energia forma camadas de campos energéticos ao redor do nosso corpo. O campo de energia magnética que envolve nosso corpo se chama aura, e a aura é criada por centro de energias que se chamam chakras (ou chacras).




Os chakras – palavra com origem em sânscrito - estão distribuídos por todo o corpo interligando os corpos sutis ao corpos físico. É por intermédio dos chakras que recebemos a energia vital. Quando o chakra está aberto recebe informações capturando dados do meio onde estamos, das situações que vivemos e das pessoas que fazem parte do nosso campo vibracional. Quando ocorre o bloqueio em um dos centros energéticos, este passa a funcionar inadequadamente sem receber energia suficiente para que o corpo funcione corretamente, causando desequilíbrios e consequentemente, impactando no corpo físico através das somatizações, manifestando doenças e desencadeando distúrbios emocionais.


Os chakras são percebidos como vórtices de energia vital que rodam como redemoinhos, espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais do nosso corpo. Quando estão em equilíbrio giram no sentido horário e quando estão em desequilíbrio, giram no sentido anti-horário. Essas informações energéticas são capturadas pelos neurotransmissores, que são conectados com nervos, hormônios e emoções.

Na base da espinha, na região chamada sacro – considerada sagrada pela tradição - reside a energia Kundalini considerada a mais preciosa e poderosa. Quando a energia Kundalini é despertada circulando através dos chakras o indivíduo encontra a autorrealização, porém esse processo envolve dedicação espiritual e são poucas as pessoas que encontram esse estado pleno e satisfatório.

Todos os seres trazem características intrínsecas cujas informações estão armazenadas no chakras. Quando a Kundalini começa a circular essas características se manifestam promovendo que o ser torne-se mais amoroso, harmonioso, tranquilo e benevolente. Nossas características naturais e positivas emergem mesmo que estivessem adormecidas.

Cada chakra está relacionado a determinados órgãos, a cores, a notas musicais, as características de personalidade e às características da flor de lótus. Vamos ver então explorar os pontos dos principais chakras, que são sete, pois há registros de que temos cerca de 88.000 espalhados pelo corpo. Periodicamente publicaremos as características de cada um.